Foto:Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação
06/10/2019 15:14
Azul recebe maior avião produzido pela Embraer
Segunda Geração. Companhia se torna a primeira no mundo a receber o E195-E2

A Embraer entrega hoje o primeiro E195-E2 para a Azul, que se torna o cliente de lançamento do modelo em todo o mundo. A companhia brasileira possui um pedido para 51 aviões do modelo, que representam a maior versão da nova geração da família E-Jet.

O avião ganhou 18 novos assentos, em uma fuselagem ligeiramente mais longa, aliado a novas asas e motores mais eficientes, que somados a melhorias aerodinâmicas tornaram o avião mais competitivo em diversos mercados.

 

“Em algumas rotas o Airbus A320 é muito grande e o Embraer 195 [de primeira geração] muito caro [em termos operacionais] e Embraer 195-E2 pode viabilizar esses voos”, comentou David Neeleman, fundador e Chairman da Azul.

Novo avião oferece maior capacidade e menor consumo de combustível que a geração anterior

O E195-E2 proporciona uma economia no consumo de combustível de quase 25%, em relação ao E195 de primeira geração, oferendo maior flexibilidade operacional. Segundo a Embraer, testes de voo confirmaram superou a especificação original, com um consumo de 1,4% menor do que o esperado, chegando a 25,4% de economia por assento e os custos de manutenção são 20% menores. Outro destaque do modelo é o menor nível de emissões e de ruído externo, com margem cumulativa para o limite de ruído ICAO Stage IV varia de 19 a 20 EPNdB, 4.0 EPNdB menor do que seu concorrente direto.

 

Assim como o E190-E2, o E195-E2 também possui os intervalos de manutenção mais longos, com 10 mil horas de voo para atividades básicas de manutenção e sem limite de calendário para operações típicas do E-Jet. Isso significa 15 dias a mais para a utilização da aeronave em um período de dez anos, comparado à atual geração de E-Jets.

Motor sa série Pure Power alia alta performance com baixo consumo de combustível e menor emissão de poluentes e ruído

O E195-E2 utiliza a nova geração de motores Pure Power, da Pratt & Whitney, que oferecem elevado desempenho e asas completamente novas. Outro destaque entre os E-Jet E2 é o uso de full fly-by-wire e um novo trem de pouso. Em comparação com a primeira geração do E195, 75% dos sistemas da aeronave são novos. O E195-E2 tem três fileiras adicionais de assentos, com a cabine podendo ser configurada com 120 assentos em duas classes ou até 146 em classe única. No caso da Azul, a aeronave possui configuração de classe única, com 136 assentos e será empregado nas principais rotas domésticas e internacionais da Azul.  A companhia aérea receberá outras cinco unidades ainda em 2019 e espera receber mais vinte aviões no próximo ano.

 

“A entrega de hoje é uma ocasião muito importante”, disse John Slattery, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “É a maior aeronave comercial que a Embraer já produziu. Estou orgulhoso de toda a equipe da Embraer que trabalhou tão duro para ver esse dia.”

O E195-E2 recebeu, em abril, o Certificado de Tipo de três órgãos regulatórios: a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Administração Federal de Aviação (Federal Aviation Administration – FAA) e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (European Aviation Safety Agency – EASA).

A Azul afirmou que a partir de janeiro de 2020 os novos E195-E2 virão com internet sem fio instalada, enquanto os primeiros seis aviões devem receber o sistema em breve. A expectativa que o primeiro avião da companhia a dispor de internet seja um Airbus A320neo, que deve iniciar o serviço já em novembro de 2019.

“A adoção da internet nos aviões da Embraer será mais rápida, pois eles vão sair de fábrica com o sistema instalado”, comentou John Rodgerson, presidente da Azul.

Outra melhoria para o passageiro são os assentos com novos monitores individuais e maior espaço nos bagageiros internos.

 

GALERIA

Texto/Fonte: Boletim Semanal AERO Magazine