Foto:
01/03/2020 19:00
Bombardier Challenger 350 é líder em entregas pelo sexto ano consecutivo
Líder de vendas, A aeronave aumentou sua participação para 44% no segmento de jatos de negócios de médio porte, Desde o seu lançamento, várias melhorias foram adicionadas, como a implementação de um visor frontal (HUD).

O Challenger 350 tornou-se mais uma fonte de orgulho para a Bombardier; Somente em 2019, foram 56 entregas, o que  tornou a aeronave de negócios mais vendida no segmento de médio porte, desde que entrou em serviço em 2014.

“O Challenger 350 é capaz de oferecer aos clientes um pacote completo que envolve conforto, desempenho e confiabilidade superiores em um avião de sua categoria. Essa combinação imbatível é a razão pela qual, ano após ano, o Challenger 350 permanece no topo do ranking como a aeronave de negócios mais entregue no mundo, sendo a opção preferida dos departamentos de voo, particulares e operadores dos voos charter, " disse Peter Likoray, vice-presidente sênior de vendas e marketing da Bombardier Business Aircraft "É uma história que destaca o compromisso da Bombardier de construir as aeronaves mais confortáveis ​​e com melhor desempenho do mercado ", acrescentou.

 

Por ter capacidade de voar até 1.500 nm (2.780 km), o Challenger 350 pode, por exemplo, conectar Nova York a Londres. Outro ponto que se destaca é seu excelente desempenho em pistas curtas e aproximações íngremes.

Desde o seu lançamento, várias melhorias foram adicionadas, como a implementação de um visor frontal (HUD), juntamente com um novo sistema de visão aprimorada (EVS) 

O Challenger 350 é capaz de voar com total autonomia mesmo com a sua ocupação máxima

Outro ponto que justifica o sucesso dessa aeronave é a capacidade de voar com total autonomia mesmo ocupando sua capacidade máxima de assentos, o que reduz seus custos operacionais em comparação com outras aeronaves do mesmo segmento. Sua cabine pode acomodar até 10 passageiros, com uma cozinha totalmente equipada e acesso irrestrito ao compartimento de bagagem em voo e o isolamento da cabine foi melhorado para proporcionar mais conforto durante o voo, o que o torna o mais silencioso de sua classe.

Publicado em 1 de Março de 2020 às 19:00

Texto/Fonte: Boletim Semanal AERO Magazine - Por Gabriel Benevides