Foto:
03/04/2020 08:00
Nasa revive antigo logotipo vermelho conhecido como 'a minhoca'
O verme e a almondega, Identidade adotada nos anos 1970 foi aposentada em 1992, mas retorna a tempo do primeiro voo comercial espacial

A Nasa, a agência aeroespacial dos Estados Unidos, revive logotipo dos anos 1970 como forma de ampliar sua visibilidade global. A marca será aplicada ao foguete Falcon 9, da SpaceX, que transportará os astronautas para a Estação Espacial Internacional, como parte do voo de testes Demo-2.

O famoso símbolo azul, conhecido como “the meatball” (literalmente almondega) está entre os ícones mais conhecidos do mundo, ao lado de grandes marcas como Nike, Coca Cola, Apple, entre outros.

 

Icônico símbolo da Nasa foi considerado complexo e ultrapassado nos anos 1970. Marca só voltou a ser utilizada oficialmente em 1992

Na década de 1970, a tecnologia de impressão e de vestuários sofria com limitações tecnológica que não permitiam a correta aplicação do meatball, uma complexa insígnia que representa uma asa vermelha, em movimento que representa uma espaçonave em órbita, cortando uma esfera azul, representando a Terra, com estrelas brancas. A composição além disso faz referência as cores patrióticas dos Estados Unidos.

 

Além da dificuldade técnica de impressão e bordado em três cores, a década de 1970 apresentava evoluções culturais e tecnológicas marcantes. Muitos acreditavam que o logo da Nasa uma metáfora complicada e não representava a era aeroespacial moderna.

Um concurso público lançado logo após o encerramento do programa Apollo, escolheu em 1975 um logo simples, com apenas a grafia da sigla em vermelho. Criado pela empresa de Danne & Blackburn, a nova marca era inspirada na revolução da informática e nas simbologias da época, o novo logo ficou conhecido como “the worm” (minhoca ou verme, em inglês), em referência a suas linhas curvas e continuas.

Foi um divisor de águas na história da agência, sendo amado por uns e odiado por muitos outros. Ainda assim, foi homenageado pelo presidente Ronald Reagan em 1984, no auge dos voos com o ônibus espaciais. Todavia, em 1992 o logo foi aposentado, dando lugar ao icônico símbolo azul. A mudança coincidiu com o lançamento da Endeavour, a espaçonave que substituiu a Challenger, perdida em um acidente seis anos antes.

 

Conhecido como 'minhoca' (worm) está de volta. O logotipo vermelho da Nasa foi empregado entre 1975 e 1992

Desde então o logo vermelho passou a ser utilizado apenas em itens de colecionador, não sendo mais aplicado oficialmente a nenhum documento, veículo ou apresentação oficial.

Todavia, o worm está de volta. Inicialmente a intenção é utilizar a “nova” marca nos lançamentos do programa espacial comercial, que emprega foguetes de empresas privadas no envio de astronautas até a estação espacial. A Nasa poderá ainda ampliar sua aplicação em outros projetos e programas, mas sem aposentar a clássica insígnia azul que continua sendo o logo principal da agência

 

Texto/Fonte: Boletim Semanal AERO Magazine - Por Edmundo Ubiratan